HOMO

HOMO / HystericalOneManOrchestra

HOMOHystericalOneManOrchestra é o projecto a solo de Filipe Silva, músico e investigador cujo trabalho se prende fundamentalmente com a relação entre o som enquanto fenómeno físico, o espaço em que este ocorre, e o papel da gestualidade humana na sua produção e configuração.
Utilizando fontes sonoras que vão desde o eléctrico, como em “Krýndur Aether Himna” e “As Above, So Below”, peças para um circuito fechado de microfone e amplificador em “feedback”, até ao acústico, como em “Stone Flesh Stone Space”, para pedras, mãos e espaço reverberante, as suas performances centram-se na manipulação de sons em tempo real pela exploração da sua componente espacial, entendendo-se essa componente tanto a um nível macrocósmico (o espaço da sala em que o som é produzido) como microcósmico (espaços do próprio corpo do intérprete, como a sua boca e mãos, considerados como “pequenas salas de dimensão variável”).
Assim, as apresentações ao vivo de HystericalOneManOrchestra abordam de uma forma holística a noção de “instrumento”, que é reconfigurada para incluir não apenas os elementos ou mecanismos produtores de som, mas também o corpo do performer e o espaço físico-acústico de acção, da mesma forma que uma guitarra é constituída não apenas pelas suas cordas, mas também pela caixa de ressonância e outros componentes.
Paralelamente, Filipe Silva gere com Jonathan Saldanha o colectivo portuense de investigação e edição SOOPA, tomando parte em formações como HHY & The Macumbas, Group Mind e Nova Orquestra Futurista do Porto.

Advertisements